Miopia com grau elevado: conheça a cirurgia refrativa a laser e o implante de lentes oculares

Compartilhe nas Redes:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

O que é a cirurgia refrativa?

A cirurgia refrativa é bem frequente em nosso país e é um grande instrumento para melhorar a qualidade de vida das pessoas que apresentam, por exemplo, a Miopia. Hoje vamos falar sobre esta condição e como a cirurgia refrativa pode ajudar a melhorar a saúde dos olhos. 

A cirurgia refrativa é indicada para ajudar a melhorar a visão de míopes que apresentam um grau muito elevado, como 10 ou 11 graus. Mas, antes de realizá-la, é importante fazer uma avaliação pré-operatória. Tanto a refração, que é onde se encontra o grau dos óculos para ter uma confirmação da sua estabilidade, e também a avaliação da córnea a partir de exames de topografia e tomografia são importantes.

A cirurgia refrativa e o implante de lente intraocular

Em pacientes com grau de miopia na faixa dos 10, o médico pode começar a pensar sobre a possibilidade de realizar uma cirurgia refrativa com implante de lente intraocular – chamadas de lentes fácicas. Uma outra possibilidade é a cirurgia refrativa a laser e, para que este tipo de cirurgia seja possível nesse grau, é necessário uma certa espessura da córnea adequada a ele.

Os exames pré-operatórios vão determinar se o paciente possui essa espessura ou não de córnea e, consequentemente, se pode realizar o implante da lente intraocular. É muito importante lembrar que o principal objetivo da cirurgia refrativa é eliminar a dependência dos óculos, isso não quer dizer que a pessoa que se submete à cirurgia vai ter o seu grau completamente zerado, mas ele vai conseguir ser diminuído de forma tal que ela passe a não depender mais do uso de óculos. Para algumas atividades, como o uso de computador ou fazer uma leitura mais prolongada, muitas vezes ainda será necessário usar óculos, mas com um grau menor. 

Rejeição e recuperação pós cirurgia refrativa

Quando se faz a cirurgia de implante de lente intraocular, existe um certo percentual de pessoas que podem desenvolver Catarata. Por isso, é importante que o paciente converse com o seu médico a respeito desta possibilidade já que também é possível corrigir a Catarata com uma segunda cirurgia refrativa no futuro, ainda sendo possível implantar uma segunda lente intraocular definitiva quando indicada. 

Tire todas as suas dúvidas sobre cirurgia refrativa e como ela pode ajudar nos casos de Miopia com grau elevado.

No caso das cirurgias a laser, a recuperação normalmente é rápida. O que vai determinar é a modalidade do laser e da técnica utilizada, além da recuperação – que pode variar de uma semana a 30 dias. 

As reações não costumam ser frequentes se o paciente segue as recomendações médicas e faz o uso correto dos colírios e, por isso, na maioria dos casos ela vai acontecer de forma excelente, melhorando a qualidade de vida da pessoa. Dentro de algum tempo, o paciente terá a sua visão estabilizada e, após, será necessário que ele faça um acompanhamento periódico com o seu oftalmologista.

Acompanhamento médico pós-cirurgia refrativa

Mesmo não apresentando mais o grau elevado, o olho do paciente continua míope e precisa seguir sendo monitorado pelo médico para evitar possíveis complicações no futuro – como o descolamento da retina, por exemplo, que é mais possível de acontecer com pessoas que apresentam Miopia acima de 5 graus. 

A Dra. Cristiane Bins é a sua nova referência em oftalmoligia e qualidade de serviço na zona sul de Porto Alegre! Se você estiver pensando em fazer o procedimento e teve algumas das suas dúvidas sanadas pelo nosso conteúdo, fique a vontade para entrar em contato e agendar uma consulta. Podemos, juntos, traçar o melhor plano para melhorar a sua visão. Clique aqui para entrar em contato.

Cristiane Araujo Bins - Doctoralia.com.br

Continue se Informando

Veja Mais Novidades:

Plástica Ocular

Quando a Plástica Ocular é indicada?

Hoje vamos nos aprofundar um pouco mais no assunto para entendermos quando a plástica ocular é indicada e qual é o profissional ideal para conduzir o seu tratamento.

Blefaroespasmo

O que é o Blefaroespasmo?

O Blefaroespasmo se trata de uma distonia, ou seja, é uma contração involuntária da musculatura que circunda os olhos, chamada de orbicular dos olhos, e também dos músculos proxy e murrugador – situados em cima das sobrancelhas.

Plástica Ocular

O que é plástica ocular?

A Plástica Ocular é uma subespecialidade da oftalmologia que, como você sabe, é o ramo da Medicina que trata os olhos. Mas diferente do que muita gente imagina, a cirurgia plástica ocular não é feita dentro dos olhos e sim ao redor, tanto para finalidade reparadora e funcional quanto para estética.

Agende Sua Consulta!