Blefaroplastia: saiba como a cirurgia funciona e quando ela é indicada

Compartilhe nas Redes:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

A Blefaroplastia é uma cirurgia de Plástica Ocular em que há retirada do excesso de pele e das bolsas de gordura que ficam nas pálpebras. Muitas vezes a queixa é estética mas, em alguns casos, ela pode ser funcional.  O excesso de pele acaba atrapalhando o campo de visão do paciente, e esta flacidez da pálpebra pode causar lacrimejamento ou algumas outras queixas. 

Como a cirurgia de Blefaroplastia é realizada?

A cirurgia de Blefaroplastia é feita no centro cirúrgico, podendo ser tanto em uma clínica especializada quanto em um hospital, e a alta é prevista no mesmo dia. Chamamos de cirurgia ambulatorial pelo paciente ter a liberação para ir para casa em menos de 24 horas. A anestesia é local, junto com sedação, com a participação de um anestesista em sala para fazer todo o procedimento da forma mais segura possível. 

Antes de entrar na sala de cirurgia, o médico vai fazer uma marcação das pálpebras para medir a quantidade de pele excedente e as bolsas de gordura que serão tiradas durante a cirurgia da Blefaroplastia.

Essa incisão fica escondida no sulco palpebral, não aparecendo quando o paciente estiver de olhos abertos. Quando a cirurgia é realizada na pálpebra inferior, a incisão fica abaixo da linha dos cílios. Logo depois da cirurgia de Blefaroplastia, é preciso colocar gazes úmidas em cima das pálpebras para evitar edema e roxidão na região

A cirurgia de Blefaroplastia é indicada para homens e mulheres, tanto por queixa estética quanto funcional. A idade varia muito por conta das questões genéticas, ambientais e da qualidade de vida do paciente. Pode ser indicado tanto para pacientes jovens quanto para pacientes mais idosos. 

Como o paciente deve se preparar para a cirurgia de Blefaroplastia?

A parte mais importante do processo cirúrgico é a consulta prévia porque o paciente vai tirar todas as dúvidas. Na consulta vai ser feito o exame da pálpebra, a posição que estão os supercílios (as sobrancelhas) e a medição da pálpebra em si pra ver se tem ptose ou se é só excesso de pele. Também vai ser avaliado o filme lacrimal através das Lâmpadas de Fenda e colírios. Se o paciente apresentar olho seco, a técnica vai ser diferenciada para preservar a fenda palpebral e evitar que a pessoa sinta o olho mais ressecado depois da cirurgia. 

O que é Ptose palpebral?

Blefaroplastia
A Blefaroplastia ajuda no tratamento da pálpebra caída.

A Ptose Palpebral acontece quando o músculo responsável por fechar e abrir o olho se desprende, causando um fechamento da fenda palpebral. Este músculo pode se desprender com o avanço da idade ou até mesmo no nascimento. Então ao invés da pessoa ter o olho aberto, ele fica um pouco mais caído. 

Blefaroplastia e o pós operatório

Geralmente, o pós-operatório da cirurgia de Blefaroplastia é tranquilo e não apresenta desconfortos mas, como a dor é algo individual, analgésicos simples podem ser receitados para que a pessoa fique confortável durante a recuperação. Também é prescrito pomadas e colírios para serem usados. Ressaltamos a importância do médico conversar com o paciente sobre o pós operatório porque ele é imprescindível para um bom resultado cirúrgico. 

O que deve ser feito durante o pós-operatório:

  • compressas geladas várias vezes ao dia. Quanto mais vezes forem feitas, menos roxo e inchado vai ficar. Nas 72 horas após o procedimento é importante usar a compressa gelada o máximo que conseguir;
  • cabeça elevada. É importante para que o inchaço diminua, já que a pálpebra é uma região com muita vascularização e tende a formar este inchaço;
  • repouso relativo;
  • evitar exposição solar, usar óculos de sol e, de preferência, nos primeiros dias, algum chapéu para não comprometer a cicatrização.

Quais são as complicações da cirurgia de Blefaroplastia?

Elas são raras e podem ser diminuídas com o pré-operatório feito: as medidas, fotografias, avaliação do olho e da saúde ocular são muito importantes para que o pós-operatório não venha com complicações. 

Quais são as queixas que correspondem a via lacrimal?

Pessoas que lacrimejam o tempo todo podem ter uma obstrução na via lacrimal, então muitas vezes é preciso fazer sondagem ou até cirurgia para melhorar a condição do paciente. 

Para entender mais sobre Plástica Ocular, você pode dar continuidade à sua leitura com essa matéria aqui

Cristiane Araujo Bins - Doctoralia.com.br

Continue se Informando

Veja Mais Novidades:

Plástica Ocular

Quando a Plástica Ocular é indicada?

Hoje vamos nos aprofundar um pouco mais no assunto para entendermos quando a plástica ocular é indicada e qual é o profissional ideal para conduzir o seu tratamento.

Blefaroespasmo

O que é o Blefaroespasmo?

O Blefaroespasmo se trata de uma distonia, ou seja, é uma contração involuntária da musculatura que circunda os olhos, chamada de orbicular dos olhos, e também dos músculos proxy e murrugador – situados em cima das sobrancelhas.

Plástica Ocular

O que é plástica ocular?

A Plástica Ocular é uma subespecialidade da oftalmologia que, como você sabe, é o ramo da Medicina que trata os olhos. Mas diferente do que muita gente imagina, a cirurgia plástica ocular não é feita dentro dos olhos e sim ao redor, tanto para finalidade reparadora e funcional quanto para estética.

Agende Sua Consulta!