Como se trata o melanoma ocular?

Compartilhe nas Redes:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

No momento do diagnóstico do melanoma ocular, o médico vai pedir exames do corpo todo porque existe um pequeno risco de metástase. Metástase são células que escapam do tumor principal pela corrente sanguínea e vão se desenvolver em outras partes do corpo. Esse risco é relativamente pequeno e, no momento em que o médico acha o câncer dentro do olho, a doença costuma não estar no resto do corpo. É dever do médico garantir que esse seja o caso.

É muito comum que o médico peça o raio x do pulmão, tomografias, exame de ultrassom da barriga e alguns exames de sangue. Tendo o resultado desses exames, todos negativos, o médico vai conversar sobre as opções para tratar o tumor dentro do olho. Essas opções basicamente são:

Enucleação (remoção do olho)

Braquiterapia (técnica de radiação)

Técnicas com laser 

Protocolos de pesquisas experimentais, um deles chamado de endo-ressecção. 

Os tratamentos de Melanoma Ocular

Braquiterapia

Na Braquiterapia é colocado um implante radioativo por fora do olho. Durante a cirurgia, o implante será colocado embaixo da conjuntiva, a membrana que recobre o olho,  e costurado por fora do olho na posição exata do tumor. O médico recebe do físico, ou do radioterapeuta, o número de horas em que a placa precisa ficar naquele lugar. 

A via de regra, este tratamento dura alguns dias. A placa inserida pode ser de Iodo 125 ou de Rutênio 106 e fica na localização do tumor por um período determinado, acompanhado de um segundo procedimento cirúrgico para remover a placa.

A placa de Braquiterapia se parece muito com um botão de camisa feito de metal, de um lado ela emite radiação enquanto o outro lado é blindado para impedir que a radiação vá para o cérebro ou para outros tecidos nobres da cabeça. 

A cirurgia para implementação da placa não é dolorosa, mas o paciente ficará alguns dias no hospital com ela. Depois da retirada, o paciente volta para casa e segue o tratamento de lá. É muito comum que, em casos mais avançados, seja realizado ultrassom durante a cirurgia para garantir que a placa está na posição adequada. 

As complicações da Braquiterapia são Diplopia, Catarata, Retinopatia por radiação e Neuropatia por radiação. 

Conheça os tratamentos para Melanoma Ocular.

Tratamentos a laser e por radiação

A radiação demora para fazer efeito. Depois da Braquiterapia, é normal que se espere de três a quatro meses para o médico começar a medir a resposta do tratamento ao tumor.

O laser já foi muito utilizado no passado, mas hoje em dia acredita-se que ele não deve ser usado de maneira isolada (ou seja, como tratamento único) para tratar estes tumores. 

O que é a Enucleação

A enucleação é a remoção do olho por completo. A cirurgia é feita com anestesia geral e, no mesmo momento, é colocado um implante como uma lente de contato mais espessa, para preencher o volume do olho do paciente.

A cirurgia de enucleação é uma operação única e com a capacidade de curar o câncer local do paciente. O tempo de cicatrização é de dois meses e, na maioria dos casos, os pacientes que realizam esta operação ficam muito satisfeitos com o resultado. 

É muito importante conversar com o seu médico para entender exatamente as vantagens e desvantagens de cada técnica. Além do custo, que pode ser alto, é preciso ter cuidado para não entender as técnicas como “você prefere tirar o olho ou não tirar o olho?”.  A técnica de enucleação, apesar de ser mais assustadora, é a técnica adequada em tumores maiores e em olhos que não tem visão útil. 

Muitas vezes o paciente escolhe a enucleação por querer ter o câncer extirpado e a doença resolvida com uma única cirurgia, e sem a necessidade de um acompanhamento tão próximo. Na Braquiterapia, como regra, o paciente é examinado a cada três meses no primeiro ano. Muitas vezes este acompanhamento precisará ser mantido nos anos seguintes. 

Conheça os serviços da Dra. Cristiane Bins em Porto Alegre

Ressaltamos a importância de conversar com o seu médico e com a sua família antes de escolher qual a técnica será utilizada para tratar o seu Melanoma Ccular. Conte com a Dra. Cristiane Bins para avaliar o seu caso e conversar sobre as melhores opções de tratamento! A Dra. Cristiane Bins é referência em Oftalmologia na Zona Sul de Porto Alegre, e está preparada para te atender com as melhores técnicas e serviços prestados. Clique aqui e marque uma consulta!

Cristiane Araujo Bins - Doctoralia.com.br

Continue se Informando

Veja Mais Novidades:

O que é ptose palpebral

Ptose Palpebral: O que é, causas e tratamento

Procedimentos para rejuvenescer são cada vez mais comuns, principalmente na região facial que é nosso cartão de visita. E não seria diferente quando o assunto é o nosso olhar, que é onde nos expressamos verdadeiramente. Por isso, vamos entender tudo sobre o procedimento Ptose Palpebral.

Terçol e Calázio

Terçol ou calázio: entenda a diferença entre essas 2 doenças

Desconforto na região dos olhos, uma pequena espinha incômoda na pálpebra, olhos vermelhos. Sintomas bastante comuns no estágio inicial de duas afecções conhecidas pela grande maioria das pessoas e que até hoje gera muita confusão: o terçol e o calázio.

Agende Sua Consulta!