Compartilhe nas Redes:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

A cegueira é um assunto de extrema importância dentro da oftalmologia. Tendo em vista que 70% dos casos são evitáveis no caso do diagnóstico precoce. Nacionalmente, o dia 13 de dezembro foi considerado o Dia do Cego, por isso trouxemos este artigo para abordar sobre essa condição que atinge cerca de 36 milhões de pessoas no mundo todo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A importância da visão para o ser humano

A visão é um importante instrumento para o desenvolvimento cognitivo e físico do ser humano. É a partir da observação que aprendemos a nos comunicar e desenvolver nossas funções motoras, que quando é comprometido torna esse processo mais dificultoso.

O que é cegueira ou deficiência visual?

Primeiramente, há uma grande divergência popular entre os termos. Em 1973, a OMS publicou um relatório técnico de n° 518 sobre a Prevenção da Cegueira, que padronizou o uso dos termos cegueira e deficiência visual.

Assim, entende-se como deficiência visual o comprometimento da visão em diferentes graus (podendo ser leve, moderada ou total). E para casos de deficiência visual total é chamado de cegueira.

Quais são as causas da deficiência visual?

Um aspecto extremamente importante que é necessário abordar é sobre as causas da deficiência visual. Estima-se que 80% dos casos totais são tratáveis em caso de diagnóstico precoce, principalmente quando o assunto é “cegueira infantil”.

Causas da deficiência visual infantil

O aspecto mais importante a ser analisado quanto às causas da cegueira infantil remete a falta de um bom acompanhamento gestacional ou pré-natal. Por isso, a deficiência visual infantil é considerada um problema de saúde pública, tendo em vista que acomete em maiores números famílias com poder de renda e acesso limitado.

Entretanto, as causas podem estar atreladas a doenças infecciosas congênitas, isto é, infecções que a mãe pode desenvolver e passar para o bebê pela placenta, em caso de não tratamento. São elas:

  • Toxoplasmose
  • Herpes
  • Citomegalovírus
  • Sífilis

Outro fator que está atrelado à prevenção é após o nascimento do bebê, a realização do “Teste do Olhinho” ou “Teste do Reflexo Vermelho”. Esse teste já é obrigatório por legislação em diversos estados, tendo em vista a importância no diagnóstico precoce da cegueira infantil. É durante a realização desse teste que é possível diagnosticar casos de má formação ocular, catarata, glaucoma congênito, tumores e inflamações.

Ele é realizado na maternidade, antes da alta e é realizado em todos recém-nascidos. Trata-se de um teste simples que consegue identificar se há no recém nascido alguma alteração do reflexo de luz no fundo do olho.

Outras causas da cegueira infantil podem ser evitadas com o acompanhamento oftalmológico durante a infância da criança. Em muitos casos a deficiência visual pode desenvolver após o nascimento como é o caso da catarata infantil (cerca de 15% dos casos de cegueira infantil são causados por essa doença), retinopatia de prematuridade (afeta cerca de 18% dos casos), glaucoma congênito (afeta até 18% dos casos) e, por fim, a atrofia ótica.

A atrofia ótica é um caso raro, resulta da desconexão das ligações nervosas que unem o olho ao cérebro.  E todas doenças possuem tratamento  a fim de evitar o comprometimento da visão da criança.

Causas da deficiência visual na vida adulta

Diferente da relação de causas da deficiência visual infantil, na fase adulta algumas doenças podem ser a causa da deficiência visual, principalmente em caso não obter o diagnóstico precoce da doença. São elas:

  • Glaucoma
  • Retinopatia diabética
  • Atrofia do nervo óptico
  • Retinose pigmentar
  • Degeneração macular relacionada à idade (DMRI)

Por fim, sempre falamos sobre a importância de manter uma rotina de acompanhamento com oftalmologista, para evitar consequências mais severas e realizar o tratamento adequado dessas doenças.

Dra. Cristiane Bins: a sua referência de Oftalmologia em Porto Alegre!

Sempre que você tiver dúvidas sobre a sua visão ou se aparecer alguma alteração visual, como manchas, sensibilidade à luz ou baixa visão repentina, é importante que você procure o seu médico oftalmologista. A Dra. Cristiane Bins é Oftalmologista e Especialista em Cirurgia Plástica Ocular e, se estiver na Zona Sul de Porto Alegre, pode contar com os serviços da Dra. Cristiane Bins, a sua nova referência em Oftalmologia! Clique aqui para marcar uma consulta.

Continue se Informando

Veja Mais Novidades:

dermatocalaze

Entenda tudo sobre a dermatocalaze

A dermatocalaze é um problema de excesso de pele na região das pálpebras que incomoda as pessoas afetadas, por deixar a aparência com aspecto de cansaço.

ptose congênita

O que é Ptose congênita?

A ptose congênita é uma alteração da pálpebra, que faz com que a mesma fique mais baixa que o normal, impossibilitando sua abertura correta. Mas

Agende Sua Consulta!