Retração palpebral: um mal causado pela blefaroplastia?

Compartilhe nas Redes:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter

A retração palpebral, é uma possível complicação devido a procedimentos estéticos, como a blefaroplastia inferior. Por isso, no post de hoje, trouxemos algumas informações principais sobre esta complicação e como evitá-la.

O que é blefaroplastia?

A blefaroplastia é uma cirurgia plástica, que tem como o intuito, remover a pele enrugada das pálpebras superiores ou inferiores e posicioná-las de maneira correta, diminuindo o aspecto cansado e envelhecido.

Além disso, juntamente com a blefaroplastia, é possível utilizar toxina botulínica para conseguir resultados mais “rejuvenescedores”.

Apesar de ser considerada uma cirurgia de rápida cicatrização, é necessário que após o procedimento, você siga todas indicações feitas pelo seu cirurgião ocular. Seguir estas orientações irá fazer com que tenha um pós-operatório tranquilo e com menos probabilidade de complicações.

Outro fator a ser considerado é a escolha de um bom profissional, para que o resultado seja ainda melhor.

O que é fibrose na pálpebra?

A fibrose é uma complicação devido ao processo natural de cicatrização constituído por colágeno , onde deixa a pele mais endurecida do que o normal. Esse processo acontece devido a necessidade de curar as lesões internas devido a cirurgias plásticas.

Em casos muito intensos de fibrose, pode ocorrer a retração palpebral, visto que, pode modificar o posicionamento das pálpebras.

Qual a diferença entre fibrose e retração palpebral?

A diferença entre a fibrose e a retração palpebral é que, nos casos de fibrose ocorre o  enrijecimento dos tecidos que estão sendo cicatrizados, enquanto a retração palpebral, é a modificação do posicionamento da pálpebra.

A retração palpebral, pode ser consequência de uma fibrose intensa. Visto que, a fibrose, por deixar a região do tecido lesionado muito endurecida, pode causar a mudança do posicionamento das pálpebras, deixando os olhos mais arregalados que o normal.

Além disso, a retração palpebral, pode ser reação a um trauma ou inflamação ocorrido durante o processo de cicatrização.

Como tratar fibrose no olho?

Normalmente, a fibrose não necessita de tratamento, visto que, é um processo natural de cicatrização e com o passar do tempo, o tecido acaba por ficar mais maleável e sem a sensação de repuxamento

Porém, nos casos mais intensos, é necessário consultar o médico que fez a realização do procedimento, para que lhe indique algum tipo de pomada ou até mesmo massagens.

É possível evitar a fibrose?

Embora não seja possível afirmar que você não terá a fibrose, existem alguns cuidados que podem minimizar o aparecimento dessa complicação.

  1. Evitar esforço físico: além de evitar dores e possíveis lesões, diminuem os riscos de adquirir fibrose no processo de cicatrização. Visto que, o esforço físico acaba forçando os tecidos danificados, fazendo com que eles cicatrizem de maneira errada.
  2. Uso de cínica conforme orientação médica: O uso de “cintas” compressoras é essencial para a pele e os tecidos internos em sua nova posição;
  3. Drenagens linfáticas: auxilia na redução de líquidos e toxinas, reduzindo o inchaço das lesões . Em alguns casos, o médico poderá recomendar o feitio das sessões antes mesmo de fazer o procedimento.
  4. Sessões de endermologia: é uma técnica que faz o uso de massagens e aparelhos  a vácuo para massagear o local a fim de alongar os tecidos e favorecer o processo de remodelação da cicatriz.

Dra. Cristiane Bins: a sua referência de Oftalmologia em Porto Alegre!

Sempre que você tiver dúvidas sobre a sua visão ou se aparecer alguma alteração visual, como manchas, sensibilidade à luz ou baixa visão repentina, é importante que você procure o seu médico oftalmologista. A Dra. Cristiane Bins é Oftalmologista e Especialista em Cirurgia Plástica Ocular e, se estiver na Zona Sul de Porto Alegre, pode contar com os serviços da Dra. Cristiane Bins, a sua nova referência em Oftalmologia! Clique aqui para marcar uma consulta.

Continue se Informando

Veja Mais Novidades:

dermatocalaze

Entenda tudo sobre a dermatocalaze

A dermatocalaze é um problema de excesso de pele na região das pálpebras que incomoda as pessoas afetadas, por deixar a aparência com aspecto de cansaço.

ptose congênita

O que é Ptose congênita?

A ptose congênita é uma alteração da pálpebra, que faz com que a mesma fique mais baixa que o normal, impossibilitando sua abertura correta. Mas

Agende Sua Consulta!